7 de janeiro de 2017

Terapia Ocupacional

Sobre o curso

Terapia Ocupacional é um curso de graduação na área da saúde com foco na ciência da ocupação humana e no cuidado com os indivíduos. Por meio de atividades de lazer e com o uso de tecnologias, auxilia e capacita pessoas com distúrbios físicos e mentais, com desajustes emocionais e sociais para que se integrem à vida social e ao trabalho. O resultado é o aumento da autonomia, da independência e melhora na qualidade de vida. 

O objetivo do terapeuta ocupacional é ajudar o indivíduo a recuperar suas capacidades e/ou a se adaptar em suas atividades de vida diária, mantendo sua qualidade de vida.

Área de atuação

O curso é bastante dinâmico e contempla disciplinas gerais de saúde como anatomia, abordagens em psicologia e antropologia, aulas práticas em laboratório, estudos sobre o movimento humano, confecção de órteses e adaptações de objetos para melhor desempenho nas atividades de vida diária, disciplinas específicas da área voltadas aos diferentes campos de atuação e estágios supervisionados nas mesmas áreas (reabilitação física, neurológica, de saúde mental e no contexto social e escolar).

      
Mercado de trabalho

O mercado de trabalho é amplo. O terapeuta ocupacional pode trabalhar em:

  • reabilitação física (clínicas e instituições) – ortopédica/neurológica;

  • saúde Mental – hospitais psiquiátricos, CAPS, CECCOs, ambulatórios de saúde mental, residências terapêuticas;

  • educação/pesquisa – docência, pesquisas científicas;

  • pediatria – clínicas de reabilitação e instituições especializadas;

  • hospitalar – oncologia/neurologia/UTI/ psiquiatria/ pediatria;

  • gerontologia (população idosa) – home-care e lares de idosos.

  • escolar – educação especial/ inclusiva, centros educacionais, creches;

  • consultório: clínica particular e de especialidades;

  • saúde do trabalhador – indústria/empresas (ergonomia);

  • campo social – ONGs, instituições penitenciárias, PSF (Programa Saúde da Família);

  • funções de gestão e coordenação em instituições.

 

Há uma carência inegável na região e no país deste profissional: segundo dados de 2012, do CREFITO-8, há apenas 594 terapeutas ocupacionais no Paraná e a região Foz do Iguaçu/Cascavel concentra apenas 4,3% destes profissionais. 

Para saber mais sobre a profissão, assista aos vídeos abaixo:

vídeo 1 – explicativo sobre a Terapia Ocupacional: assista aqui

vídeo 2 – entrevista com terapeuta ocupacional: assista aqui 

vídeo 3 – homenagem do ministro da saúde sobre o Dia do Terapeuta Ocupacional: assista aqui