• Licenciaturas

  • Bacharelados

  • Editais

  • Calendário Acadêmico

 

       

   

 

       

    

 

 

  • A escola vai à faculdade

     

    Os acadêmicos do curso de Educação Física, Enfermagem, Ciências Biológicas e Terapia Ocupacional participam da atividade “A escola vai à faculdade - visita ao laboratório de anatomia”, projeto realizado há mais de 12 anos na UNIGUAÇU e que já teve a participação de aproximadamente 16 mil alunos de escolas e colégios de toda a região. No laboratório de anatomia, os estudantes têm aula sobre sexualidade, drogas, higiene e manipulam algumas peças sintéticas sobre o corpo humano. “Um trabalho que está fazendo a diferença na vida desses adolescentes e jovens”, destacou a professora e coordenadora do projeto, Rejane Maria Christ Ghellere. 

    Uma das escolas que participou recentemente do projeto foram os alunos do CEEBJA – Centro Estadual de Educação Básica para Jovens e Adultos de São Miguel do Iguaçu. A professora Jucelaine Zatta Remor contou que esse trabalho incentiva os alunos à busca de novos conhecimentos. “Parabéns à faculdade por abrir suas portas à comunidade com este projeto”, completou Jucelaine. 

    As escolas e colégios interessados em visitar o Laboratório de Anatomia da UNIGUAÇU e participar deste projeto devem agendar pelo telefone 45-3565-3181 no período da tarde ou noite.

  • Conselho Regional de Terapia Ocupacional realizou encontro da classe na UNIGUAÇU

    Representantes do Conselho Regional de Fisioterapia e Terapia Ocupacional (Crefito8) estiveram reunidos com estudantes, profissionais da área e comunidade em geral na Uniguaçu para explicar qual é o papel fiscalizador do Conselho e quais são as especialidades da Terapia Ocupacional.

    Segundo Renato Nickel, vice-tesoureiro do Crefito8, o Brasil é parceiro da Organização Mundial da Saúde (OMS) na implantação das classificações internacionais das doenças ocupacionais. “Essa nova classificação vai incluir essas doenças que crescem a cada dia”.

    A terapeuta ocupacional, Êmile Tavares, apresentou aos participantes do encontro as tecnologias assistíveis. “É um conjunto de recursos, que podem ser produtos ou técnicas específicas, que são utilizadas em benefício do paciente que não tem condições de executar uma atividade sozinha”, lembrou Êmile. Tendo em vista a participação no evento de estudantes, futuros profissionais em Terapia Ocupacional, a terapeuta Êmile diz que é indispensável a especialização. “Através dela vamos mostrar o quanto o Terapeuta Ocupacional é importante no processo multidisciplinar de tratamento de um paciente”, completou.

    O Coordenador do curso na Uniguaçu, Tiago Ribeiro, lembrou que o curso de Terapia Ocupacional teve início este ano na Instituição e é o segundo no estado do Paraná. “Os interessados em fazer o curso procurem a Instituição que está no período de inscrições para o vestibular agendado”, informou Tiago. O fone de contato é 45-3565-3181.

     

  • Professora de LIBRAS da UNIGUAÇU participa de aperfeiçoamento na Secretaria de Estado da Educação

    A professora de LIBRAS (Língua Brasileira de Sinais) da Uniguaçu, Dilaine Aparecida Sbardelotto, vem participando de um curso de aperfeiçoamento em Curitiba-PR, promovido pela Secretaria de Estado da Educação (SEED) em parceria com o Ministério da Educação e Cultura (MEC). 

    As aulas são ministradas por professores surdos que possuem mestrado e doutorado. “São conhecimentos aprofundados em LIBRAS, o que está enriquecendo meus conteúdos nessa área”, cita a professora Dilaine.

    O curso tem, além da participação de ouvintes, instrutores surdos que possuem a LIBRAS como sua língua materna e a utilizam com fluência, possibilitando a integração e comunicação de todos os participantes. “Estes conhecimentos que estou adquirindo, serão aproveitados em toda a minha vida e não guardarei somente comigo, mas sim repassarei com muito amor para com todos os meus alunos, para que eles também possam desfrutar da LIBRAS e saber a importância e o respeito que devemos ter para com o surdo em nossa sociedade”, concluiu a professora.

  • Treinador apresenta o projeto da equipe do Itaipulândia Futsal para os estudantes de Educação Física da Uniguaçu

     

    O egresso da Uniguaçu e atual técnico da equipe de futsal de Itaipulândia, Gelson Lunkes, esteve relatando aos estudantes do curso de Educação Física sobre o projeto que é desenvolvido naquele município como, por exemplo, como é o trabalho de pré-temporada, o pré-jogo e o que se passa dentro dos vestiários antes do início de uma partida de futsal.

    Gelson lembrou que os conhecimentos científicos adquiridos durante o período de graduação são indispensáveis para atuar neste tipo de atividade. “As dificuldades e desafios são grandes, no entanto, com os conhecimentos adquiridos na faculdade é possível superá-los”, completou Gelson

    Acerca do mercado de trabalho nas modalidades de rendimento, o técnico do Itaipulândia futsal, Gelson Lunkes destacou que o acesso é para poucos. “É um mercado seleto e difícil, mas para as categorias de base é um mercado amplo porque a grande maioria dos municípios o desenvolve”, citou o técnico.

    Esteve também conversando com os estudantes do curso de Educação Física da Uniguaçu, o professor da Instituição, Maurício Haus. Ele também já atuou como profissional em equipes de rendimento e contou sua experiência aos acadêmicos. “Foi uma experiência bastante difícil porque faltam recursos. A criatividade e o empenho do profissional são fundamentais para o sucesso nesse trabalho”, finalizou Maurício.

  • Acadêmica da UNIGUAÇU é aprovada para única vaga no SENAC/PR

     

    A acadêmica de Administração das Faculdades Unificadas do Oeste do Paraná (UNIGUAÇU), Thainara Karine Christ, foi aprovada para a vaga de Auxiliar Administrativo do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC), unidade de Medianeira.  Disputaram a única vaga 104 candidatos.

    Thainara contou que inúmeras razões foram responsáveis pela sua aprovação, entre elas, os conhecimentos adquiridos no curso de Administração da faculdade. “Metodologia da Pesquisa, Teoria da Administração entre outras fizeram a diferença na minha aprovação”, salientou Thainara.  Os conteúdos da prova foram conhecimentos específicos do cargo, atendimento ao cliente, arquivo e estoque, relacionamento interpessoal, conhecimentos de Língua Portuguesa, etc.

    A acadêmica recomenda que, para conseguir alcançar uma vaga no mercado de trabalho, é preciso aproveitar ao máximo o tempo de estudos, principalmente na faculdade. “Prestar atenção em tudo e em cada momento de uma aula, porque será esse momento que poderá mudar sua vida”, completou Thainara.

    A coordenadora do curso de Administração da UNIGUAÇU, Reinalda Blanco Pereira, recebeu com grata satisfação a notícia da aprovação da aluna Thainara. “É o dever cumprido, principalmente porque sabemos que são com seriedade e compromisso que os professores conduzem as suas aulas. Assim, o aluno que souber tirar proveito disso sairá bem no mercado de trabalho”, enfatizou Reinalda.

     

  • Mais Faesi

  • Prouni & Fies